O Suplemento Literário de Minas Gerais (SLMG) foi criado em 1966 e segue como um dos mais respeitados periódicos do gênero no Brasil. Integrado à Superintendência de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário, o jornal tem periodicidade bimestral, com seis edições ao ano, e dois especiais semestrais, totalizando oito edições do SLMG por ano.

História

Em meados dos anos 1960, Minas Gerais era ainda um Estado com pouca expressão em relação à divulgação de seus escritores. A maioria deles se mudara para São Paulo e Rio de Janeiro, o eixo com maior expansão cultural daquela época. Com pouca verba e material para publicação, muitas tentativas de se implantar uma revista ou um caderno de literatura não conseguiam se manter.

Foi então que o governador Israel Pinheiro decidiu criar um suplemento que acompanhasse o “Diário Oficial do Estado”, o Minas Gerais, distribuído gratuitamente por todo o Estado. A tarefa de criar o periódico foi dada ao escritor Murilo Rubião. Ele concebeu oSuplemento Literário, então de tiragem semanal, e fez dele um jornal que abrigava textos de literatura, cinema, artes plásticas, teatro e música. O periódico trazia reportagens, entrevistas, ensaios, críticas, poesia e depoimentos.

A diversidade é a principal característica do Suplemento desde seu primeiro número. Ao longo de todas estas décadas, o jornal se revelou um veículo aberto, recebendo trabalhos de autores de outros Estados e países.

Auxiliado por uma comissão editorial, Murilo Rubião manteve-se à frente da publicação até o fim dos anos 1960. Depois dele, vários nomes passaram pela função de editar o SLMG, dentre eles Angelo Oswaldo de Araújo Santos, Rui Mourão, Ayres da Mata Machado Filho, Wilson Castelo Branco, Mário Garcia de Paiva, Duílio Gomes e Paschoal Motta.

Compondo comissões editoriais ou atuando como redatores, destacaram-se à frente do Suplemento nomes como Laís Corrêa de Araújo, Adão Ventura, Jaime Prado Gouvêa, Antônio Barreto, José Márcio Penido e Carlos Roberto Pellegrino.

Ao ser incorporado à Secretaria de Estado de Cultura, adotou-se o sistema de um editor e um Conselho Editorial, formado por intelectuais de reconhecimento público e nomeado pelo Governador do Estado. Nessa nova etapa, editaram o SLMG os nomes Carlos Ávila (1995-1998), Anelito de Oliveira (1999-2003), Fabrício Marques (2004) e Camila Diniz (2005-2008).

Desde 2009, o diretor do SLMG é Jaime Prado Gouvêa. O conselho editorial é formado por Eneida Maria de Souza, Humberto Werneck, Sebastião Nunes, Carlos Wolney Soares e Fabrício Marques. A redação conta com uma equipe de apoio e dois coordenadores: um coordenador de apoio técnico, responsável por executar as tarefas de edição, e um coordenador de promoção e articulação literária, responsável por organizar o Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura.

 

31 3269 1140

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Edifício Luiz de Bessa

Praç da Liberdade, 21 - Funcionários 3º andar

Belo Horizonte – MG

CEP: 30140-010