Projeto que registra vivência de moradores da cidade nos espaços de leitura de BH inaugura exposição na Biblioteca Estadual

Projeto que registra vivência de moradores da cidade nos espaços de leitura de BH inaugura exposição na Biblioteca Estadual

Relatos de leitores sobre suas experiências nas bibliotecas e demais espaços de leitura da cidade, que já foram reunidas em livro lançado no final de 2020, agora farão parte de uma exposição na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, de 2 a 28 de outubro. A mostra integra o projeto “História afetiva de leitores e bibliotecas em Belo Horizonte”, desenvolvido pelas pesquisadoras na área da leitura, Cleide Fernandes, Fabíola Farias e Maria da Conceição Carvalho.
 
O objetivo é contar a história afetiva da leitura em BH, com base em relatos e experiências pessoais dos moradores, revelando não só suas práticas de leitura, mas também um aspecto da política cultural da cidade.
 
“Assim como o livro, a exposição conta a história da cidade pelo viés da leitura, resgatando a ligação afetiva dos moradores com os mais diversos espaços culturais”, explica Cleide Fernandes.
 
A exposição reúne trechos dos relatos dos 20 entrevistados com atuação na cena livresca e literária de BH. São eles Alessandra Gino, bibliotecária; Aline Cântia, pesquisadora da tradição oral e narradora de histórias; Ana Elisa Ribeiro, professora universitária e escritora; Camila Félix, poeta e pesquisadora dos coletivos de saraus da Região Metropolitana de Belo Horizonte; Carlito Homem de Sá, bacharel em letras, servidor público e leitor do Setor Braille da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais; Elizete Lisboa, escritora; Etiene Martins, jornalista e livreira; Fabrício José Nascimento da Silveira, pesquisador e professor universitário; Francisco de Moraes Mendes, escritor; Léo Gonçalves, poeta e tradutor, e Macaé Evaristo, educadora. Márcia Maria Cruz, jornalista; Marcílio França Castro, escritor; Maria Antonieta Cunha, editora, professora universitária, tradutora e fundadora da Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte; Maria Mazzarelo Rodrigues, editora; Nelson Cruz, escritor e ilustrador; Norma de Souza Lopes, poeta e professora; Odilon Esteves, ator e idealizador do projeto Espalhemos Poesia; Rafael Mussolini, pedagogo e estudante de biblioteconomia, com atuação  junto a bibliotecas comunitárias, e Rogério Coelho, escritor e fundador do Coletivoz – Sarau de Periferia.
 
Distribuição de livros
Os primeiros 50 visitantes da mostra receberão gratuitamente um exemplar do livro “História afetiva de leitores e bibliotecas em Belo Horizonte” (um exemplar por pessoa). 
 
Este projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.
 
Serviço:
Exposição História afetiva de leitores e bibliotecas
2 a 28 de outubro de 2021
Segunda a sexta-feira, de 8h às 18h | sábado, de 8h às 12h
Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais
Galeria de Arte Paulo Campos Guimarães
Praça da Liberdade, 21 – Funcionários
Belo Horizonte – MG

Skip to content
Fale Conosco